Trambolhões

Eu e o meu colega de trabalho ainda estavamos a terminar umas coisas quando as senhoras da limpeza entraram. Como tinhamos mesmo que ficar para além do horário habitual, elas decidiram limpar connosco ali. Entre esfregonas, panos do pó e detergentes, quando uma delas estava mesmo junto às nossas secretárias, surgiu uma conversa muito interessante:

1ra Senhora: Cuidado com os pés...

Eu: Sim, não varra os pés aqui ao N, ou então ele não se casa!

1ra Senhora: Era mais por causa de vocês não escorregarem. Não vos quero ver cair.

Eu: (A rir) Ah! Pensei que estivesse preocupada com o nosso futuro!

2da Senhora: Olhe que entre casar e cair, nem sei o que será melhor! Muitas vezes mais valia um grande trambolhão!!


Tendo em conta o que ouço e vejo por esse mundo fora, acho que a senhora tem razão...

6 Vizinho(s) mais amarelo(s):

Joana disse...

E eu já assisti a um "trambolhão" da noiva no dia do casamento e mesmo assim ela entrou na igreja.

Beijinhos

Janine Bettencourt disse...

Bom dia Pérola Negra :)
Creio que essa senhora não deve ter tido grande sorte com o casamento.
Infelizmente, há casos dramáticos mesmo em que antes de dizer o "sim" deveria acontecer algum desastre natural para o impedir.

Poetic GIRL disse...

Muito sábia a senhora acredita! E olha que não sei se não estará demasiado certa! bjs

Sol disse...

hahahah. Fartei-me de rir :))

Alexandre disse...

Os meus pais estão casados há mais de 30 anos... cada caso é um caso, e como em tudo na vida, o melhor é não generalizar :)

Pérola Negra disse...

Joana: Algumas noivas caem antes de entrar na Igreja e outras caem depois! Beijinhos

Janine: Nem sei se a senhora é casada. Acho que falou mais do que vê na sociedade de hoje. Há mesmo caos dramáticos, infelizmente.
Beijinhos

Bela: Pois, eu também achei aquele comentário muito certeiro! Beijinhos

Sol: Eu também me fartei de rir no dia! Beijinhos

Alexandre: Mas nem eu nem a senhora genaralizamos... O "muitas vezes mais valia um trambolhão" mostra isso mesmo, que, felizmente, não é em todos os casos. Aqui em casa também tenho um óptimo exemplo, com mais de 30 anos. E tenho pena que nem todos possam ser assim! =)
Beijinhos