Admiração

Hoje, como a minha mãe não estava, jantei apenas com o meu pai. Depois saimos os dois para tomar café. Ficamos numa esplana a conversar. Quanto mais falo com o meu pai mais quero falar... É incrível a cultura que tem, a forma como vê as coisas, é impressionante a sua sabedoria, o seu saber acumulado ao longo dos anos. Com ele posso falar sobre tudo, está sempre informado. Fico admirada quando me procura para falar das novidades do mundo, para falar de coisas que ainda quase ninguem sabe ou que eu julgava que ele nem tinha ouvido falar. Tanto fala do passado (como se tivesse vivido nele) como fala da actualidade. Fico a olhar para ele a acertar as perguntas dos programas de televisão. Fico a olhar para ele quando diz que já viu aquele filme. Que já leu aquele livro. Que conhece aquela pessoa. Que já ouviu falar naquele tema. Não sei onde guarda tanto conhecimento, como grava tantas datas, tantos acontecimentos, tantas nomes, tanta história, tanta vida! Quanto mais falo com o meu pai mais quero falar!
E mais desejo ser um bocadinho como ele...

4 Vizinho(s) mais amarelo(s):

Poetic GIRL disse...

Ai que inveja querida (da boa claro) já não tenho nada disso. Resta-me uma mãe que também a poderia enquadrar na tua descrição, apesar das suas limitações físicas consegue ultrapassar em larga escala muita gente que tem todas as capacidades... beijoca

ML disse...

Que maravilha Pérola... que maravilha! Aproveita! Tudinhoooo!

Joana disse...

Esta a ler este post e a lembrar-me do meu avô materno. :)

Beijinhos

Susana disse...

Ainda bem que assim é....
Também gostava muito de ser assim, mas já não tenho o meu pai......Continuo a conversar com ele, mas...não é a mesma coisa...
Aproveita todos os momentos.
Bjs