Arco-íris

Ontem acordei por volta das 12h30. Mal abri os olhos lembrei-me que tinha um almoço combinado e já estava atrasada, então levantei-me e vesti-me à pressa.
Isto de estar de férias é assim: deito-me tarde, acordo tarde, não faço nada, vagueio pelas ruas de carro, com amigos, sozinha, sempre à espera que alguém, até mesmo eu, tenha uma ideia sobre o que fazer a seguir! Geralmente fazemos, faço, o de sempre, vou aqui e ali, passear o corpo (que o espirito só pensa em dormir!), tomar café (para acordar o corpo, porque o espiríto não acorda, nem com cafeína injectada directamente na veia!), ver montras, chegar a casa, vestir o fato-de-treino, ver a novela, passear na internet, sair outra vez, chegar a casa outra vez, vestir o pijama, ver tv na cama, dormir e dormir e mais nada.
Ontem assim foi: fui almoçar, vim-me embora, não fui tomar café com ninguém, cheguei a casa, vesti o fato-de-treino, sentei-me no escritório, em frente ao computador, a pesquisar umas coisas na net. De repente olhei pela janela e vi o arco-iris! A tarde já ia a meio, mas eu pensei:


Agora sim! Agora é que começou o meu dia!

2 Vizinho(s) mais amarelo(s):

Vitor disse...

Acho isto verdadeiramente condenável!

Anda "pr'áqui" um tipo a pensar na melhor forma de dar a volta ao trabalho antes que o trabalho nos dê a volta à cabeça, e que decide!
"Pá bora dar uma volta pelos blogues para desanuviar a cabeça JÁ QUE NÃO PODEMOS SAIR DAQUI" e que vê, uma belissima e quase extenuante descrição de um dia de férias que contém um conjunto de coisas que qualquer comum dos mortais preferiria fazer em vez de trabalhar...
Condenável!
Absolutamente condenável!!

Se pelo menos eu podesse entrar em depressão!

Luny disse...

Olá Vitor!
Tens toda a razão: é mesmo condenável! Ainda há uns tempos atrás suspirava por uns dias de férias assim e agora escrevi "práki no blog" como se já estivesse farta deste ócio! Mas é como eu sempre digo, nem eu às vezes me entendo a mim própria!

Volta mais vezes ;)