Voar

Estava com imensas saudades de voar!
De me permitir voar...
De fechar os olhos e me deixar levar pelos sentidos.
Estava com saudades da fantasia, do sonho, da imaginação.
Não deixei de ler (aliás tenho lido muito!!),
não deixei de acompanhar os blogs que gosto,
mas parei mesmo de escrever.
Apesar de me ter feito falta,
fez-me bem esta pausa.
Saber parar também é uma virtude....
Mas estou de volta,
estou aqui para me perder,
de novo,
nestas páginas amarelas!
Porque a vida sem o brilho das nossas coisas é uma tristeza!
A vida sem se fazer o que se gosta é uma miséria!
A vida a travar o que sentimos é uma desgraça!
Estava com saudades de voar!
É bom sentir que estou no ar, outra vez!

1 Vizinho(s) mais amarelo(s):

CITRAG disse...

Voa, voa! Voa bem alto, tão alto que consigas ver os teus desejos mais profundos a concretizarem-se!