Numa qualquer manhã

Hoje custou-me mesmo muito sair da cama.
Foi um esforço abrir os olhos, despertar, levantar.
Não sei se era pouca vontade, ou nenhuma,
de acordar para mais um dia,
para mais uma semana, de realidade...
Ou se era saudade de sonhar acordada,
como gostava e costumava fazer.
Essa vontade,
essa capacidade,
de sonhar de olhos abertos,
logo pela manhã,
que julgo ter perdido,
por aí... Numa qualquer manhã.

4 Vizinho(s) mais amarelo(s):

Janine Bettencourt disse...

Bom dia :)
A mim também me custou sair da cama, por motivos diferentes, mas também porque à 2ªf parece que fomos atropelados por um camião desgovernado.
Numa qualquer manhã, descobres em ti adormecida essa capacidade de sonhar acordada, vais ver ;)
Beijinhos

Sol disse...

A pior coisa que podemos perder é precisamente isso: a capacidade de sonhar acordada. Se estás perdida, encontra-te rapidamente. O sonho ainda é aquilo que move a vida.

Feliz acordar para mais uma semana!

beijinhos
Sol

Joana disse...

Eu fico sempre uns 5 minutos a preguiçar e a pensar na vida antes de me levantar. hehehe...

Beijinhos

Pérola Negra disse...

Janine: Espero que sim, que volte rápido a capacidade de sonhar. Numa qualque manhã! Beijinhos

Sol: Concordo! Por isso é que me senti triste nessa manhã, por não ter conseguido voar nas asas de um qualquer sonho... Mas há-de voltar essa capacidade! Beijinhos

Joana: Eu sou igual. O meu despoertador está programado para uns minutos mais cedo, para ter tempo de estar ali confortavel a pensar na vida. Beijinhos