Ai vida!

"Por que é longa a minha sede?
Trago a alma insaciada,
Uma voz sem tom nem tempo
Age oculta p'la calada.

Sou a solidão do tempo,
Quando o nevoeiro cerra,
Sou a estranha flor ao vento
No esquecimento da terra...

Num intenso gesto de alma sou,
Esta pena de me achar tão só
Tanto e tão pouco...
Ai vida!
Ai vida!"

Ai vida - Por Cristina Branco

2 Vizinho(s) mais amarelo(s):

Janine Bettencourt disse...

Ai vida, quão cruel és e tão doce e infinita :)
Beijo

Joana disse...

É por isto e não só que adoro a Cristina Branco. ;)

Beijinhos