Maldade

Há pessoas mesmo más.
Há pessoas mesmo insensíveis.
Pessoas que não pensam no que dizem, pessoas que não se importam com o impacto das suas palavras, que não querem saber como é que a outra pessoa vai ficar depois de ouvir o que se diz.
Há pessoas mesmo más!
Então não é que o meu médico não me quer deixar comer queijo?!? Como é possível?
Quase me atirei para o chão, quase me pus de joelhos aos pés dele... "Senhor Doutor tire-me tudo, pode ficar com as joias, o carro e a casa, mas não me tire o queijo! Mate-me já, aqui, mas não me diga isso! Diga-me que a crise vai ficar 3 vezes pior; diga-me que o Sporting vai perder todos os jogos (não, isso também não!!), olhe diga-me que vão chover picaretas até Agosto, mas não me diga que não posso comer queijo! Já não bastam as amarguras da vida e tudo e tudo e tudo e o Senhor diz-me assim uma coisa dessas, sem eu estar a contar, sem anestesia nem nada, nem tratamento psicológico, olhe que eu vou ficar com lesões para toda a vida, vou ser para sempre uma pessoa traumatizada! Já agora receite-me também, para além dessa coisa nova que vou ter que acrescentar aos outros que tomava, um remédio para a depressão."
E pronto, foi assim que a minha vida mudou de um dia para o outro.
E eu que até gostava tanto dele... Caramba, quanta maldade há no mundo!

2 Vizinho(s) mais amarelo(s):

ML disse...

lolololol

eu por cá dispensava-o bem! Ao queijo diga-se!

Joana disse...

Hahaha... custa tanto quando nos dizem que não podemos comer uma coisa que gostamos.

Força e muita coragem.

Beijinhos