Que penso demasiado...

Não foi uma novidade para mim. Sei-o perfeitamente. E a prova é que fiquei a pensar naquelas palvras ditas com o objectivo de me acalmar, de me travar as ideias, pois os meus pensamentos, no meio daquela conversa, já iam bem longe.
Penso, nas coisas grandes e nas pequenas, reparo nos pormenores, não esqueço as palavras, as expressões, analiso, idealizo, imagino, crio situações, questiono as coisas, interrogo-me. Não haveria mal nisso, mas só se os meus próprios pensamentos não me prendessem, se não me causassem desconforto... Só se os meus pensamentos não me tolhessem... Não há mal nenhum em pensar bem nas coisas, bem pelo contrário, nem é isso que está em causa. O problema são os filmes que acabamos por fazer, é o sofrer antecipadamente, é o acabar por estragar as coisas por pensar demasiado! Acaba por haver um desgaste muito grande. E muitas vezes desnecessário... Exagerado.
Por vezes chego a pensar que devia dar jeito pensar menos, não ter a inteligência que se tem, não entender tão bem, não ler perfeitamente as coisas, não sentir tanto... Por vezes penso que dava jeito poder escolher, conforme os dias, conforme as ocasiões, conforme as pessoas, ser inocente, ser tolinha, ser ceguinha até!
Mas isto sou apenas eu a pensar. E vou parar por aqui.
Pode ser que comece hoje a pensar menos um bocadinho.

6 Vizinho(s) mais amarelo(s):

Joana disse...

Às vezes o excesso de pensamentos atrapalha. Eu falo por mim. Para te sentires, vai fazer uma coisa que gostes muito e sente o momento. Vais ver que por uns instantes te vais esquecer de pensar ;)

Beijinhos

M. disse...

Pensar é fundamental... pensar muito é essencial... não pensar, a partir de uma determinada idade, é suicídio!
Talvez a mensagem fosse:
"Pensa muito, pensa demasiado... mas não hoje!"

Poetic GIRL disse...

Mentes inquietas pensam sempre demasiado. Também sou assim, bjs

Tixa disse...

MInha querida..apenas tenho para te dizer que este texto podia ser meu... ÓOO se podia! e eu bem luto para mudar... mas nem sempre resulta!

* Beijocas

Tixa disse...

Perdoa-me o abuso... mas descreveste tão bem o que se passou por anos e anos e às vezes ainda passa na minha vida... que postei este texto no meu blog... com todos os créditos a que tens direito! OF Course! ;)


* beijocas

*S* disse...

Em todas as palavras que escreveste, vejo-me em todas... E eu bem tento ser diferente, mas estes "macaquinhos" na cabeça não deixam...
Parabéns pelo texto e obrigado por me ver em todas as tuas palavras...
Beijo