Pai


Eu tinha acabado de nascer. A minha mãe estava mesmo muito cansada, depois de muitas horas sem dormir e de várias horas de trabalho de parto... Sentiu que ia apagar, que ia cair no sono e aflita, com os olhos a fechar disse ao meu pai (que também ia dormir no Hospital) para cuidar de mim. Adormeceu. Diz que dormiu como uma pedra! No dia seguinte a enfermeira acordou-a assustada porque não sabiam de mim, não sabiam onde estava a bébé!! Até que a enfermeira foi à outra cama, destapou-o e lá estava eu, no quentinho, a dormir, protegida, nos braços do meu pai.

Dizem que eu sou toda pai... E eu fico toda orgulhosa quando ouço isso, porque sei que é um grande elogio! Bem, também sou filha da mãe quando é preciso!
Adoro o meu pai e ele sabe disso. Eu não lho digo apenas no dia de hoje. Porque todos os meus dias são dias do pai...

2 Vizinho(s) mais amarelo(s):

Velho Anónimo disse...

Muito bem Pérola. É assim que se deve ser... sempre!

Bibendum disse...

Adorável, tal como tu :D