Escadas

Quando vim morar para esta casa, aos 7 anos, logo no primeiro dia caí nas escadas. São precisamente 35 as escadas de minha casa. São 18 desde a entrada até ao primeiro andar e mais 17 até ao meu quarto. As escadas para o segundo andar são interrompidas a meio por um patamar, mas as da entrada não, são seguidas, em caracol. São essas escadas todas que preciso de subir para abraçar os meus pais quando chego a casa e são essas escadas que preciso de descer para abrir a porta e deixar que alguém entre aqui.
Ao subir para o meu quarto vinha a pensar que também ao longo da vida vamos subindo e descendo várias escadas. Vamos vivendo degrau a degrau. Por vezes, nessas subidas e descidas, escorregamos, há dias em que chegamos mesmo a cair... outras vezes nem sequer ousamos subi-las, porque achamos que são mesmo muitas! Mas nas vezes em que caimos pelo menos fica o conforto da tentativa de subir.
Quando a subida é difícil, o melhor é mesmo parar a meio, ficar um pouco no patamar (como o que tenho antes do meu quarto) a ganhar fôlego para o resto da subida, até ao topo. Há quem precise de mais ou menos tempo para descansar, para se recompor, mas a pausa é importante, para que, querendo continuar a subir, se chegue ao fim com a respiração e os batimentos do coração no ritmo certo.
As escadas de minha casa guardam várias recordações. Há quem já as tenha subido todas e há quem ainda tenha ficado apenas nos primeiros degraus...
Eu, na altura, depois da queda, fiquei com um pouco de medo delas. Hoje subo-as e desço-as a correr, quase de olhos fechados e gosto de ir pelo lado mais perigoso!! Não ligo aos avisos de quem me diz que posso cair, porque eu subo com cuidado, subo com vontade e confiança de subir. E ao olhar pra trás, agora, nem sei como fui capaz de ter medo de as subir. As escadas da minha casa.

3 Vizinho(s) mais amarelo(s):

Poetic GIRL disse...

Devemos enfrentar sempre os nossos medos. Todos os dias a todas as horas subimos e descemos a escada da vida. Por vezes temos que retroceder mesmo até ao fundo, para logo nos erguermos, enchermos de força para voltar a subir. Gostei muito do teu texto. bjs

Joana disse...

A vida pode ser encarada como uma escada, com várias descidas e subidas. Gostei muito do texto. Parabéns!

Beijinhos

Pérola Negra disse...

Poetic GIRL: Cada dia é um degrau... e masi vale dar esperar um pouco antes de subir, mas ter a certeza que se quer subir mesmo, do que subir a correr e depois cair!
Gostei que gostasses do texto! Obrigada! :)

Joana: Sim, também acho isso, por isso resolvi pôr em palavras os meus pensamentos. Neste momento estás a subir ou a descer escadas?
Gostei que gostasses do texto! Obrigada! :)