Conheço-te, respiro-te, quero-te, amo-te.
Não fujas de mim.
Agarra-me, amarra-me, aperta-me, ama-me.
Não quero fugir de ti.
Não me percas no meio do abraço fugaz, que se dissipou no ar.
Não me deixes escapar por entre os dedos da mão que não apertaste com força na hora do vento soprar.
Não sou eu que quero voar,
É o coração que não me prende ao chão que pisas...
Não sou eu que sou descomedida,
És tu que não me levas pelo caminho que trilhas...

By Luny

6 Vizinho(s) mais amarelo(s):

Zoo disse...

You left me without words...
Brilhante mesmo... E vem a proposito da situação em que estou...
este bairro é impressionante, tem sempre algo para mim, identifico-me sempre com algo quando o visito...

Bj
Borrega

kuka disse...

LINDO!Simplesmente maravilhoso.és tu que escreves?
beijinho

Zicha disse...

Brutal, estupendo, excelente...k digo mais???adoroooooo...tu prometes amiga!!!

Luny disse...

Borrega,
:D isso deixa-me feliz!

Kuka,
Sim, este é um dos resultados dos raros momentos de inspiração que me assolam de vez em quando ;)

Zicha,
Foi preciso uma mãozinha ;)

Beijo

Bailarina disse...

Estes momentos de inspiração surgem, qundo nos sentimos mais tristes!! com um aperto no peito... Espero que tudo melhore para p teu lado... 8)
Bjinho*

Dryad disse...

lindo :)