in: Livro de Instruções da Vida


"Passamos pelas coisas sem as ver, se alguém chama por nós não respondemos, se alguém nos pede amor não estremecemos



urgente o amor.
É urgente um barco no mar.
É urgente destruir certas palavras,
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,muitas espadas.
É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,

é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.
Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura, até doer.

É urgente o amor, é urgente
permanecer."

Eugénio de Andrade.

5 Vizinho(s) mais amarelo(s):

ML disse...

Andamos sintonizadas!! :D

Caras vizinhas, template novo está do best!! Aprovado!!

Finúrias disse...

Já lá dizia o outro poeta "É urgente navegar"

:)

Femme Fatale disse...

ui urgências! Chamem o inem que o amor anda doido e não é pco! =)

Ominona disse...

:) gostei
bj

Zicha disse...

lindooooo:)))))