A Dandelion Blown Away


Pistt….Pisstt… Sim… Tu!!
Sou uma idiota á espera que o mundo deixe de chover, e chove. Á espera que o desapontamento se revele em não desapontamento. Porque invisto em ti, porque quero que permaneças do jeito que me faz bem, porque fazes-me sorrir. Porque és simplesmente tu que afastas a dor.
Hoje omito, sou afastamento, sou marasmo. Não me apetece Ser, não-Ser, agir, investir. Desculpa mas enfraqueci.
Penso em ti. Falo de ti, amigo que te sentas ao meu lado na vida, de ti, que me acompanhas ora de perto, ora de longe. De ti, que és importante para mim, de ti, que me marcaste nesta viagem, saindo numas paragens, e noutras foste entrando.
Socorremo-nos no dia-a-dia, amparamo-nos na carência de tempo, na dificuldade que é lembrarmo-nos das coisas importantes da vida, que se esvai por entre os dedos. Ficamos numa lista de espera interminável, acreditando, aguardando por um ontem nunca presente que desmaia lentamente. Porque é mais cómoda a candura de tudo ir sendo, uma polida e prodigiosa desilusão que vai desaparecendo e esquecemos. Somos um dente-de-leão (Dandelion) assoprado para o depois. Assistimos e fugimos, mas na realidade é a vida que foge de nós. Porque permanecemos, continuamos, desenganamos. E somos um desapontamento. Que pena.
Adenda: Estou aqui… Estou além. Se eu partir, haverá alguém que sinta a minha falta? Se eu ficar haverá alguém que sinta a minha presença? Hoje sou um Pleonasmo and tomorrow will come.
Bibendum

4 Vizinho(s) mais amarelo(s):

ML disse...

Ai Bibendum... nas coisas que tu me fazes pensar!! :)

Luny disse...

Bi,
Anda mouro na costa e tu não me dizes nada?!?! Hummm!
Adorei este texto!
;)

Bibendum disse...

ML... Dá que pensar ;) Heheheheh

Bjs **

Bibendum disse...

Lunyta my Lobe, o Mouro naufragou e nem chegou á costa, afogou antes, hahahah :p
Mas este texto é um apenas pequeno desabafo hipotético, para todos os Mouros do mundo fora, é preciso dar as flores enquanto se está vivo. Regar a plantinha ;)
Bjs**