“Dois lados do mesmo adeus"


Existe sempre dois lados do mesmo adeus, dois lados da mesma despedida, dois lados da mesma partida, mas só há um lado da mesma dor. Só há uma dor. A dor dela. A dor que permaneceu perdida na distancia que havia entre eles. Perdida na sua deslembrança. Perdida na vacuidade das suas promessas vãs. Perdida no ontem banal. Banal como ele.
Todo ele é ausência, falta, esquecimento, inexistência e indiferença… Culpa.
Ele marcou, esqueceu, desprezou, abandonou… Continuou….
Ela. Ficou. Presa no adeus, que nunca calhou.


See you later... “ Will meet again in another life; when we are both cats”

2 Vizinho(s) mais amarelo(s):

Luny disse...

Ela pode sempre desprender-se e ganhar asas e voar sobre novos horizontes... ou então, apenas alargá-los... porque às vezes agarramo-nos demais a certas coisas, só porque não temos melhores onde nos prender...

ML disse...

Bibendum, "life is full of chances and news opportunities..." Smile porque a vida é gira comó caraças! hehe ;)