E hoje, durante ritual de fazer a manicure a mim própria (já que não há guito para ir a uma verdadeira manicure, daquelas que deixa as piores unhas numas que dão azo a inveja a meio mundo!), pensei para os meus botões:
Será que vou ter tempo para ter estes momentos para mim nos próximos tempos?
O que vai ser da minha vida daqui para a frente?
Vou ter tempo pra fazer o que mais gosto?
Ler, escrever, beber um copo com os amigos, ir ao cinema, viajar, percorrer o país para estar com quem mais gosto... Vou conseguir conciliar isto tudo?
O que é que vocês sentiram quando começaram a trabalhar? Stressaram antes do primeiro dia de trabalho? Já tinham os objectivos definidos? Esta insegurança é normal?
Digam-me!!!


P.S- Não! Este post não é depressivo... pode parecer, mas não é! ;)

9 Vizinho(s) mais amarelo(s):

Vanita disse...

Reagi exactamente como tu. Antecipei tudo, sofri com a falta de tempo e amigos que já estava a criar na minha cabeça. Não te vou dizer que os primeiros tempos são fáceis. Não são. Sobretudo para quem começa, são muito exigentes. Muitas vezes é preciso abdicar da vida a que estávamos habituados e dói mas, aos poucos, tudo volta aos eixos e vais conquistando o teu espaço. O truque é ires vivendo um dia de cada vez. Tenta não stressar muito, aproveita para aprender e dá o teu melhor. O resto vem por acréscimo. E sim, dá tempo para fazer as unhas e ir beber café com os amigos. Se calhar tens é de aprender a fazer tetris na agenda.

Beijos e toda a sorte do mundo :)

paddy disse...

Bem eu nunca trabalhei por isso não faço ideia. Mas penso que deve ser tudo uma questão de programar bem as coisas, afinal dizem que há sempre tempo pra tudo...

zicha disse...

Não é a mesma coisa, mas qd eu tive k sair da Universidade/cidade onde estudava, para estagiar numa cidade completamente diferente...aconteceu-me o mesmo!!!e logo eu k stresso sp por antecipação....Como será?como serão as pessoas?vou ter tempo pros meus amigos?pras coisas k adoro fazer?e as pessoas de lá, como serão?conseguirei adaptar-me?e s o ambiente for mau?? (...)...bem, sobretudo o 1º/2ª dias foram dificeis, mas dps tudo correu bem....as pessoas eram excelentes...o ambiente melhor ainda...encontrei novos amigos, mudei mto psicologicamente (cresci)...posso dizer k foi do melhor ano e tal da minha vida...e dificil foi dps sair!!lol
O k eu axo é k no inicio é capaz de te custar um bocadito pq é uma experiencia totalmente nova,mas dps adaptas-t perfeitamente!!!n stresses!!!vai correr td bem :)

Maria Manuela disse...

Eu como trabalho desde muito nova, já não me lembro. Mas é uma questão de reorganizares o teu tempo. Acresce que passas a ter o teu dinheiro. Podes é nem sempre ter tempo para o gastar !!!

:)

Sophie disse...

Txiii, que engraçado, vim aqui parar por mero acaso começo a ler e não é que estou exactamente na mesma situação? x)

Tenho defesa de trabalho final de curso semana que vem e a partir daí acabaram as desculpas pra continuar a minha amada rotina de ha 23 anos, onde estou habituada a fazer EU os meus horarios e mandar EU em mim mesma :p

É muita estranho pra mim a ideia, todos os dias o dia todo trancafinada numa sala? OH GOD!

Bem não vim ajudar nada com este discurso lol, mas ao menos já sabes que não és a unica x)

hehehe ***

Anónimo disse...

Ora bem...tenho a dizer k o 1º dia foi uma volta à tripa certinha, LOL!! Mil e uma perguntas pairam na nossa cabeça...mas entendo ke seja normal esta atitude, pois espera-nos uma nova etapa da vida, a de trabalhadores =S, LOL(ai ke saudades tenho eu da vida de estudante!).

Os primeiros tempos é normal uma certa ansiedade, insegurança, mas o tempo, k é o nosso eterno aliado encarrega-se disso, e aos poucos e poucos começamos a organizar a nossa agenda e a ter tempo para akilo ke mais gostamos!

Vai correr td bem priminha, vais ver...=D

Beijoko!
*zykton

Iris R. Costa Barroso disse...

Pois para mim, foi ainda na Universidade que isso aconteceu e encarei apenas como mais uma tarefa da minha já apertada agenda.

Mas ainda assim, o tempo para namorar, estar com os amigos, família, tomar copos, dançar e sobretudo para o cinema, continuou existir. Até tive tempo para organizar um casamento, lua-de-mel e um divorcio, sem nunca, nunca ter deixado de fazer todas as outras coisas.

Apenas é preciso prescindir de tempo de sono. Um dia tem 24 horas, dorme-se 7, quando se pode (2 dias na semana), dorme-se 2 em outros 2 dias e o resto é o tempo que te sobrar. Simples não?!

Tenho muito tempo para dormir quando estiver morta.

alguém+ neste mar de gente disse...

é normal stressares! mas vais ter tempo sim. talvez não nos primeiros meses porque provavelmente vais estar a adaptar-te à nova rotina e horários. mas depois, minha querida, se queres sair e fazer de tudo o que tens feito, arranjas sempre maneira :) nem que seja dormir 5 ou 4h porque uma noite por semana queres sair ;) eu este ano acordava normalmente entre as 9.30 e as 10.30, e chegava a sair até às 6 da manhã em dias de semana! dormia 2h mas ia toda contente po serviço.

Luny disse...

Obrigada a todas pelos comentários! Realmente, acho que daqui a uns tempos já sou eu a controlar o meu horário e não a ser controlada por ele! As coisas vão indo naturalmente, acho eu... Ainda não tenho feito grande coisa, ninguém nasce ensinado e infelizmente o meu curso não me preparou pra este mundo do trabalho! Mas não há-de ser nada, pois não?
Obrigada!
Beijokas a todas