Não posso descrever totalmente a estranha sensação que me arrebatou...
Depois de muito meditar, de muito murmúrio e de observadas as pessoas e sentimentos que me envolviam, a sensação atingiu-me em cheio quando vi aquela pena a pairar sobre a minha cabeça... E com tanta coisa para ver e ouvir, não sei como levantei o meu olhar e a vi...
Mas tal como apareceu, desapareceu: repentinamente e sem deixar rasto. Os meus olhos vasculharam o imenso céu azul que me cobria, mas nada de pena... Foi uma estranha sensação, mas foi uma boa sensação...

1 Vizinho(s) mais amarelo(s):

eremita disse...

Esta foto lembra-me Forrest Gump.
O início e o fim.

Porra, vou ter que o rever.