Diferente

Um vez disseram-me que eu era esquisita.
Mas ele nem sabe que eu sou capaz de tocar numa cobra, num sapo, numa lagartixa, numa barata, numa aranha, numa osga, numa iguana e nos animais feios, verdes, escorregadios e viscosos, ou seja lá o que for, que metem medo à maioria das pessoas... Mas que me faz confusão pegar num pintainho, num patinho ou num passarinho.
Se calhar ele queria dizer que eu era diferente! Devia ser isso.

4 Vizinho(s) mais amarelo(s):

Joana disse...

Simmmm.... tu és muito diferente. Mas ainda bem que assim é!

Beijinhos

Bailarina disse...

Realmente!! Bota diferente nisso... 8)
Bjinho*

T. disse...

ser diferente é bom e dá-me um gozo :)

Pérola Negra disse...

Joana: Obrigada pelo carinho!

Bailarina: Eu sei que o que eu contei sobre mim não é muito normal! :)

T: Eu recuso-me a seguir padrões só para ser igual aos outros. Ser diferente é bom mesmo.